Imagens

Três semanas

Desde a retomada das aulas (ainda remotas) no início de agosto eu tenho desenhado cada vez menos. Após emendar um projeto no outro – “As aventuras de Letícia” e depois “Mandinga”, tenho um Samurai Boy para fechar e quase não consigo colocar a mão.

Tenho ideias para cursos, aulas, vídeos, outros projetos, novas HQs, em novos formatos. Mas o dia-a-dia de professor me impede de levá-los a termo neste momento.

Eu sei que é temporário. Mas tenho sentido a mão literalmente coçar. Me pego solfejando traços no ar (ou na mente) com uma frequência enorme. Fico imaginando como resolver graficamente essa ou aquela forma, cor, linha, representação. E, por mais que seja frustrante não poder pegar em papel e lápis (ou caneta e tela) para colocar em prática, é também excitante tomar consciência desses processos mentais.

Três semanas de, no máximo, alguns retoques em uma página ou outra (mais para satisfazer minha abstinência do que por necessidade técnica da composição). E de criar cenas inteiras na cabeça de uma HQ que jamais verá a luz do dia.

Três semanas de mão coçando, sentindo a falta da caneta como se fosse um membro fantasma que se foi, amputado pelo calendário letivo.

E olhe que eu amo dar aulas.

Mas são três semanas sem um dia sequer com três horas consecutivas disponíveis para rabiscar.

Três semanas de saudade.

Saudade de desenhar.

Mandinga!

Luna é uma mulher bonita e confiante que esconde um segredo – ela é a lenda Cotaluna, uma sereia demoníaca que seduz e leva suas vítimas para o oceano para devorar.

Por engano, ela comete o pecado de assassinar uma outra lenda e com isso provoca o deus Tupã, que pode colocar um maldição sobre a Terra.

Cotaluna precisará recorrer a outras lendas, como a mula, o saci e a rasga-mortalhas para ajudá-la a fazer uma mandinga para apaziguar a ira de Tupã.

  • Roteiro: Guilherme Smee
  • Arte: Danilo Aroeira
  • Formato: 14,8x21cm
  • Páginas: 60
  • Papel da capa: Couché 300g
  • Papel do miolo: offset 90g
  • Acabamento: laminação fosca na capa; lombada quadrada

Samurai Boy: Operação Faísca

Capa - Samurai Boy: Operação Faísca

Samurai Boy - operação faísca página 01

Um brinquedo novo aparece na escola em que o Samurai Boy e seus amigos estudam. Logo no primeiro dia de aula, Hiko percebe que o comportamento das crianças começa a ficar estranho quando estão próximas ao boneco “Capitão Comando”, trazido por Polegada – que está mais esquisito do que nunca! Em meio a todo este mistério, o perigo de um incêndio na mata próxima à vila Manimame ameaça aos animais e a segurança dos alunos. Qual a relação entre o incêndio e o misterioso boneco? Será que Hiko e seus amigos conseguirão conter o fogo e salvar a todos? Confira nessa divertida aventura!

Alynna – vol. 1

Alynna Galic é uma jornalista que cobre notícias da rotina da cidade enquanto espera a chance de poder fazer uma grande e importante reportagem. Quando parte para a cobertura de um acidente aparentemente normal, evidências apontam para um jovem deputado em ascensão.

O que nem todos sabem é que, além da curiosidade infinita e a ousadia de perguntar sem medo sobre o que quer ouvir, Alynna também conta com um poder peculiar: ela consegue enxergar os pensamentos da pessoa que toca. Quanto mais intenso é seu contato físico – um aperto de mão, um abraço, um beijo –, mais informações Alynna tem. Mas, de onde vem esse poder? Como fazer para que o dom não se transforme em uma maldição? Ao trabalhar buscando respostas por toda a cidade, Alynna vai, aos poucos, entendendo mais sobre si mesma. Resta saber se, nessa jornada, ela estará disposta a cruzar seus próprios limites para descobrir a verdade.

 

  • Roteiro: Laís Menini
  • Arte: Dan Arrows (Danilo Aroeira)
  • Formato: 14x20cm
  • Páginas: 80
  • Papel da capa: Couché 300g
  • Papel do miolo: offset 150g

Algumas reflexões sobre o mercado brasileiro de quadrinhos

Em março de 2019, fui convidado para conceder uma entrevista sobre o mercado brasileiro de quadrinhos. Por motivos que desconheço, a entrevista não chegou a ver a luz do dia, mas acho que as informações aqui contidas podem ter alguma utilidade para artistas de todos os níveis, mas especialmente os iniciantes. Então, eu decidi publicá-la. Seguem os meus dois centavos sobre o nosso atual cenário.

– Como você avalia o momento das HQs no país?

Este é, de longe, o melhor momento dos quadrinhos no Brasil. Tanto em relação ao consumo quanto, o que é mais impressionante, em relação à produção de HQs nacionais. Nunca se leu tanta HQ como hoje em dia. E, embora a maior parte do consumo ainda seja de quadrinhos considerados ‘mainstream‘ – mangás, super-heróis da Marvel e da DC, além da Turma da Mônica – a produção brasileira está no seu auge.

Continue lendo Algumas reflexões sobre o mercado brasileiro de quadrinhos

Alynna [PRÉVIA]

Após sofrer um grave acidente na infância, Alynna Galic adquire poderes psíquicos: através do toque, ela consegue ter acesso à memória das pessoas. Atuando como jornalista investigativa, Alynna usa seu intelecto e suas habilidades para corrigir injustiças, sem saber que um peixe grande está prestes a cruzar seu caminho.

Com roteiro de L. L. Menini (autora de Teoria do Amor e criadora do site Literama) A HQ em estilo mangá está em fase final de produção e será lançada na CCXP 2019.

Alynna - p. 1 art by Dan Arrows Alynna - p. 2 art by Dan Arrows

 

Ficha técnica

ROTEIRO: L. L. Menini
Arte: Dan Arrows
REVISÃO ORTOGRÁFICA: Laís Lima
PROJETO GRÁFICO E EDITORAÇÃO: Add Art Studio

Trocadilhos DB

Qual é a operadora de celular de um Sayajin? Qual o anime favorito da Pablo Vittar? Qual era o lema dos três mosqueteiros de Namekusei? O que é um pontinho azul em Namekuzei? Qual personagem fuma um cigarrinho do capeta? E qual personagem é adorado pelos garçons? As respostas para todas estas perguntas (e muitas outras!) estão nesta divertida paródia de humor, com trocadilhos super engraçados dos personagens do universo Dragon Ball em situações totalmente inusitadas.

Escrito por Wendel Bezerra (dublador do Goku) e ilustrado por Dan Arrows (criador do Samurai Boy), o livro foi lançado na CCXP2018 e fez grande sucesso entre os fãs.

Trocadilhos DB - p.7 - arte by Dan Arrows Trocadilhos DB - p.11 - arte by Dan Arrows Trocadilhos DB - p.19 - arte by Dan Arrows Trocadilhos DB - p.24 - arte by Dan Arrows Trocadilhos DB - p.28 - arte by Dan Arrows Trocadilhos DB - p.26 - arte by Dan Arrows Trocadilhos DB - p.21 - arte by Dan Arrows Trocadilhos DB - p.30 - arte by Dan Arrows Trocadilhos DB - p.31 - arte by Dan Arrows

Continue lendo Trocadilhos DB

HQ Moleque: A Casa da Bruxa

HQ inspirada no seriado Chaves, lançada na CCXP 2017.

p.7 - Moleque: A Casa da Bruxa, by Marcos Pena & Dan Arrows

Ao ver o garoto andando descalço, Soneca resolve dar um par de botas de presente para ele. Mas, para isso, o menino precisa ir até a vila onde o vendedor mora. E é nessa vila que Moleque conhece Fran, a espevitada filha de Soneca, a Dona Flora, além da atenciosa e disciplinada vizinha e um simpático carteiro.p.13 - Moleque: A Casa da Bruxa, by Marcos Pena & Dan Arrows

Moleque, Fran e Fred são agora amigos e vizinhos na vila. Mas uma moradora está prestes a revelar um grande segredo, colocando em perigo a vida das crianças e dos adultos.

p.26 - Moleque: A Casa da Bruxa, by Marcos Pena & Dan Arrows

O desafio agora é superar os próprios medos, diante de uma ameaça crescente dentro da vila onde moram: o surgimento de uma poderosa bruxa, capaz de enfeitiçar todos os moradores do local.

p.38 - Moleque: A Casa da Bruxa, by Marcos Pena & Dan Arrows CAPA - Moleque: A Casa da Bruxa, by Marcos Pena & Dan Arrows

Inspirado no seriado ChavesMoleque: A Casa da Bruxa transporta os personagens da nossa infância para o Brasil, passando-se em uma vila de Belo Horizonte.

Paralelo entre os personagens de Chave e do Moleque

Moleque é um menino de rua de dez anos que vive atrás de comida e é sempre ridicularizado pelo jovem Fred. Um dia Moleque conhece Soneca, um velho vendedor de churros.

Continue lendo HQ Moleque: A Casa da Bruxa

Um Sonho Careca

Livro infanto-juvenil, escrito pela Dra. Raquel Vilela e ilustrado por mim em estilo mangá. A história é inspirada na Lorena, estrela do Careca TV.

A margarida Lorena conhece sua amiga, a Águia norte-americanaLorena é uma margarida que, surpreendentemente, floresceu em uma floresta tropical. Ela é amada pelos amigos da floresta: outras flores, plantas e animais que vem de muito longe para ouvir suas histórias.

Ao ser acometida pelo “vento forte do sul”, Lorena começa a perder suas pétalas . Ela precisa reencontrar a força para buscar seus sonhos e vencer este terrível mal.
Lorena arruma suas pétalas observando seu reflexo em ua gota de orvalho
A margarida Lorena conta suas histórias para seus amigos na floresta
Acometida pelo "vento forte do sul", a margarida Lorena começa a perder suas pétalas

Embora o câncer e a finitude da vida sejam temas tão duros, as palavras da Dra. Raquel colocaram leveza neste assunto tão complexo. A história é uma narrativa de superação, com uma mensagem positiva de perseverança e sobre a importância de seguir em frente e valorizar aqueles que amamos.

O livro foi lançado em 2016. Toda a renda proveniente das vendas é revertida para a família da Lorena, que ainda precisa arcar com sua recuperação, e também em recursos para o tratamento de câncer infantil em hospitais de Jaú-SP, Baurú-SP e ao Hospital da Baleia.

A verdadeira Lorena venceu o seu “vento forte do sul” e está viva e bem. Na verdade, cada dia melhor. Ela continua a brilhar e a inspirar a todos nós.